UNESCO organizou uma reunião on-line com o grupo ad hoc de ministros da educação

Índice do artigo

Além das plataformas virtuais, todos os países utilizam a televisão pública para oferecer cursos a alunos e estudantes, assim como treinamento para professores. "Apenas 60% dos jovens têm acesso à Internet, por isso tivemos que oferecer uma mistura de ensino à distância e televisão aberta para chegar a todos", explicou o ministro mexicano Esteban Moctezuma Barragán, que acrescentou que seu país também estava buscando estratégias para chegar às crianças com necessidades especiais.

Se a duração do encerramento das escolas permanece incerta, os países estão concentrando seus esforços na capacitação dos professores. "Estamos muito comprometidos em dar aos professores responsabilidade pelo processo de aprendizagem e em oferecer cursos de aprendizagem virtual", disse a vice-ministra Melania Brenes, da Costa Rica.

Comentar


Código de segurança
Atualizar