Emmanuelle Charpentier e Jennifer A. Doudna receberão o Prémio Nobel da Química 2020

Emmanuelle Charpentier e Jennifer A. Doudna receberão o Prémio Nobel da Química 2020 por terem descoberto uma das ferramentas mais perspicazes da tecnologia genética: a tesoura genética CRISPR/Cas9. A Professora Emmanuelle Charpentier, 2016 L'Oréal-UNESCO For Women in Science Laureate for Europe e a Professora Jennifer Doudna, 2016 L'Oréal-UNESCO For Women in Science Laureate for North America, contribuíram cada uma para o desenvolvimento desta nova tecnologia inovadora que incendiou o mundo científico, reinventando a investigação genética e tornando possível a microcirurgia no ADN, o material genético de plantas, animais e seres humanos.

Trabalhando em colaboração, os dois investigadores descobriram uma forma fácil de alterar o ADN de qualquer organismo. Conhecida como CRISPR-Cas9, esta técnica de edição do genoma permite aos cientistas remover e adicionar pedaços de material genético com uma precisão requintada. Pode ser utilizada para desactivar genes, corrigir doenças genéticas ou inserir genes para criar modelos animais de doenças humanas.

Estamos apenas a começar a captar todo o impacto desta extraordinária nova tecnologia. O complexo CRISPR-Cas9 é capaz de se adaptar a uma sequência correspondente com extraordinária precisão. Abre possibilidades completamente novas em terapia genética, terapia celular e imunoterapia. Abre novos campos na agricultura e na biotecnologia. Oferece novos meios de desenvolvimento de medicamentos. Oferece a possibilidade de remover DNA defeituoso causador de doenças, por exemplo em células dos pulmões de crianças afectadas por fibrose cística ou nos músculos das pessoas com algumas formas de distrofia muscular.

Já foi utilizado para salvar a vida de uma criança com uma forma incurável de leucemia e para melhorar a visão dos doentes que sofrem de retinite Pigmentosa, uma doença genética dos olhos. E há muito, muito mais por vir. Para mais informações ligue no link: https://en.unesco.org/news/jennifer-doudna-and-emmanuelle-charpentier-win-2020-nobel-prize-chemistry.

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar